Abrampa, CNMP e CNPG assinam protocolo para melhorar acesso a dados ambientais

No dia 19 de março de 2022, foi publicada a Nota Técnica Conjunta nº 01/2022 CMA(CNMP)/ABRAMPA/CNPG, que busca assegurar a transparência dos dados ambientais dos Estados e Municípios junto ao Sistema Nacional de Controle da Origem de Produtos Florestais – SINAFLOR. A solenidade de assinatura do documento foi conduzida pelo conselheiro e presidente da CMA, Rinaldo Reis, durante a 4ª Sessão Ordinária de 2022 do CNMP.

Elaborada a partir dos esforços da Associação Brasileira de Membros do Ministério Público de Meio Ambiente (Abrampa) , do Conselho Nacional do Ministério Público, por meio da Comissão do Meio Ambiente (CMA), e do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público da União e dos Estados (CNPG), a nota aponta que, por determinação constitucional e legal, informações sobre os produtos de origem florestal e os processos de autorização de supressão da vegetação nativa deveriam ser públicos e estar disponíveis. Todavia, a dificuldade de acesso aos dados tem prejudicado o acompanhamento de processos ambientais pela sociedade civil e o desenvolvimento das competências institucionais do Ministério Público.

A falta de transparência prejudica a defesa do meio ambiente e o controle externo da Administração Pública, realizado principalmente pelos Tribunais de Contas e pelo Ministério Público, enfraquecendo o combate aos ilícitos ambientais. A questão assume importantes contornos em vista do atual cenário de emergência climática e da necessidade premente de acompanhamento das políticas públicas a partir de dados sobre licenciamento ambiental, supressão de vegetação autorizada e autuação de ilícitos ambientais.

O documento aponta que o aprimoramento do ambiente virtual do SINAFLOR é fundamental e apresenta direcionamentos técnicos aos membros do Ministério Público, que incluem a realização de diagnóstico do grau de transparência dos órgãos ambientais e das informações do SINAFLOR. Os órgãos de execução do Ministério Público também são estimulados a garantir a transparência das informações ambientais nos seus âmbitos de competência.

A Nota Técnica completa pode ser acessada aqui.

 

Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público de Meio Ambiente (Abrampa)
Fone: (31) 3292-4365
[email protected] 
Facebook: /abrampa.mp
Instagram: abrampa.oficial

Outras notícias

20/02/2024

ABRAMPA defende no STJ que a liquidação prévia individual ou coletiva do julgado não é requisito indispensável para o cumprimento de sentença condenatória genérica proferida em demanda coletiva.

Nesta semana, inicia-se, no STJ, o julgamento dos Recursos Especiais afetados pelo Tema 1.169, que definirá se a liquidação prévia do julgado é requisito indispensável ou não para o ajuizamento de ação que objetive o cumprimento de sentença condenatória genérica proferida em demanda coletiva. A fim de contribuir com o debate, a ABRAMPA apresentou ao […]

06/02/2024

ABRAMPA apresenta contribuições à consulta pública sobre o termo de referência para a elaboração de EIA/RIMA de usinas termelétricas

A ABRAMPA apresentou, nesta semana, contribuições à Consulta Pública aberta pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) sobre o Termo de Referência (TR) para elaboração de Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) para Usinas Termelétricas. O documento apresentado inovou ao incluir, entre outros aspectos, a variável climática […]

Mídias Sociais
Desenvolvido por:
Agência Métrica