ABRAMPA repudia a aprovação do PL 490 pela Câmara dos Deputados

O Projeto de Lei nº 490/2007 é inconstitucional e deve ser rejeitado pelo Senado Federal.

O Projeto de Lei nº 490/2007, aprovado nesta terça-feira, 30 de maio, pela Câmara dos Deputados, por 283 votos a 155, representa mais um inaceitável retrocesso na proteção dos povos indígenas, do meio ambiente ecologicamente equilibrado e do clima estável.

Da forma como aprovado, o Projeto cria um marco temporal para a demarcação das terras indígenas, que só poderá ocorrer caso se comprove ocupação, em caráter permanente, das terras em 05 de outubro de 1988, bem como o seu uso para atividades produtivas e necessárias à preservação dos recursos ambientais e à reprodução física e cultural. O texto prevê, ainda, uma série de outras flexibilizações à proteção dos povos e terras indígenas que atentam frontalmente contra a Constituição Federal.

Para expressar o seu repúdio pela aprovação da Projeto de Lei e defender a sua necessária rejeição pelo Senado Federal, consideradas as suas absolutas e insanáveis incongruências com a Constituição Federal, a ABRAMPA emitiu uma nota de posicionamento institucional, que pode ser lida na íntegra clicando aqui.

Ao aprovar um Projeto que, na prática, fragiliza direitos fundamentais assegurados aos povos indígenas, a Câmara Federal atacou a própria Constituição Federal.

A ABRAMPA coloca-se à disposição para a realização de eventuais debates que se façam necessários e assegura que quaisquer retrocessos na legislação social e ambiental do país serão devidamente denunciados e oportunamente combatidos.

No STF, o tema também é debatido. O julgamento do Recurso Extraordinário nº 1017365, que trata do marco temporal, será retomado pelo Tribunal no próximo dia 7 de junho.

Outras notícias

22/05/2024

Seminário da ABRAMPA e ESMP/SE debateu soluções para a gestão de resíduos sólidos urbanos e celebrou o fechamento de lixões em Sergipe

O XIII Seminário “O Ministério Público, a Gestão de Resíduos Sólidos e Logística Reversa, e o Saneamento Básico”, realizado no dia 17 de maio, na sede do O Ministério Público do Estado de Sergipe (MPSE), abordou novas perspectivas e propôs soluções em prol de políticas públicas eficazes para o descarte correto de resíduos sólidos, a […]

20/05/2024

Adaptação climática das cidades é urgente

Diante do cenário atual das mudanças climáticas, que prevê que eventos extremos serão cada vez mais frequentes e intensos, é urgente aumentar a resiliência das cidades. Dados do Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC) revelam que, com a velocidade do aquecimento do planeta, medidas de redução das emissões de gases de efeito estufa, ainda que […]

Mídias Sociais
Desenvolvido por:
Agência Métrica